Fixo: 55 11 4232-9671 - WhatsApp: 55 11 94168-5491 contato@avivamissoes.com.br

João Batista, quando procurado por Jesus para ser batizado no Rio Jordão, recusou fazê-lo pois não sentia-se digno nem de tocar nas sandálias do Mestre. Mas, veja o que aconteceu no texto de hoje que está em Marcos:1:9-20

 

I – O BATISMO DE JESUS

v.9 – “…e foi batizado por João no Jordão”.

Jesus foi batizado… Com quantos anos, você sabe? – Foi com 30 anos de idade.

a) Por que não foi batizado quando criancinha?

Porque o batismo só deve ser ministrado quando alguém tem consciência de que é pecador, mas crê que através de Jesus Cristo todos os seus pecados já foram perdoados por Ele na cruz. Para alguém chegar ao batismo deve primeiro passar pelo ARREPENDIMENTO dos seus pecados.(Quando bebezinho, Jesus foi apenas apresentado no templo – Lc 2:22-23).

Pergunta: Você já foi batizado nas águas, como Jesus?

 

b) Então por que Jesus Cristo, mesmo não tendo pecado, procurou o batismo de João?

É isto que João também não entendeu no início (veja Mateus 3:13-15), mas Jesus o convenceu dizendo que queria cumprir toda a justiça de Deus aqui na terra. Mesmo sendo 100% Deus, Ele estava em forma de homem e precisava ser o modelo de tudo o que os devem cumprir em obediência aos mandamentos de Deus.

 O batismo nas águas é uma ordenança de Jesus (Mc 16:15-16) e deve ser obedecido por todos nós.

 

II – O QUE ACONTECEU QUANDO ELE SAIU DA ÁGUA?

10-11 – “Logo que saiu da água viu os céus abertos, e o Espírito Santo que, como pomba, descia sobre Ele. Então ouviu-se uma voz dos céus: Tu és o meu Filho amado em quem tenho todo o meu prazer”.

De quem era essa voz?

– Do próprio Deus, o Pai Eterno, testificando aos homens que Aquele era o seu Filho.

Temos aí nesta cena a manifestação simultânea da Trindade: ouviu-se a voz audível do PAI falando com o FILHO, e o ESPÍRITO SANTO descendo sobre Ele em forma visível.

Muitos negam a doutrina da Trindade, que ensina e reconhece a existência de Deus em forma trina, manifestado em três pessoas distintas, mas de igual poder, caráter e iguais atributos, absolutos e eternos. Mas através deste texto fica bem clara a presença e co-existência do PAI, do FILHO, e do ESPÍRITO SANTO.

 

III – CONDUZIDO PELO ESPÍRITO SANTO

12-13 – “…o Espírito o impeliu…”

Aqui fica evidente que Jesus Cristo, o próprio Deus manifestado em forma humana, dependia totalmente do Espírito Santo e por Ele era conduzido.

Conduzido para onde? “… para o deserto.”

 

O deserto é um lugar de provas. Ninguém deseja ir para lá, mas é necessário para o nosso crescimento espiritual. Temos que aprender a resistir o tentador. Deus nos dá condições para vencê-lo, mas temos que depender totalmente do Espírito Santo. (Mt 4:1-11).

“Esteve ali 40 dias…” até que aquela provação acabou. Isto significa que a nossa provação também tem limite. Deus não deixará que sejamos tentados além das nossas forças. (I Cor. 10:13).

 

Pergunta: Quem dirige a sua vida é o Espírito Santo, ou você mesmo?

 

“Vivia entre as feras, e os anjos o serviam”.

Nas horas mais difíceis Jesus contou com a assistência dos anjos.

Nós também não estamos sozinhos. O Senhor está conosco em todas as provas, e, sempre que necessário, Ele envia os seus guerreiros invisíveis para nos ajudar. (Sl 34:7).

Perguntas:

1) Você gosta de ser provado?Certamente que não. Mas saiba que Deus, inevitavelmente, irá colocar você à prova. É o Seu estilo de lidar conosco.

Leia Tiago 1:2,3,4 e 12

2) Quais foram as suas reações diante das provações mais recentes?

IMPRIMIR