Fixo: 55 11 4232-9671 - WhatsApp: 55 11 94168-5491 contato@avivamissoes.com.br
Missª Marta Yaneth Saraiva Corderas

SOBRE O PAIS: Colômbia – POPULAÇÃO: 50,6 milhões/ CRISTÃOS: 48 milhões. Tipo de Perseguição: Corrupção e crime organizado, opressão do clã, intolerância secular / Capital: Bogotá / Região: América Latina/ Líder: Iván Duque Marquez / Governo: República presidencialista/ Religião: Cristianismo/ Idioma: Espanhol/ Pontuação perseguição: 68.

História da Colômbia
A Colômbia se tornou independente da Espanha depois de um longo período de dificuldade entre 1810 e 1819. O ato de independência de Santa Fé foi assinado em 1810 e se seguiram seis batalhas na guerra pela independência. A mais famosa foi a Batalha de Boyacá, ocorrida em 7 de agosto de 1819 e vencida pelas forças revolucionárias sob comando de Simón Bolívar.

O atual presidente, Iván Duque, do Partido Centro Democrático, venceu as eleições em junho de 2018, e tem a tarefa de lidar com muitos desafios em torno da implementação do Acordo para o Término Final de Conflito entre o governo e as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC). Acordo assinado em 24 de novembro de 2016, durante a presidência de Juan Manuel Santos. Grupos de guerrilha, como o Exército Nacional de Libertação (ELN) e antigos membros das FARC, continuam dificultando o processo de paz.
A migração em massa de refugiados da Venezuela para a Colômbia tem um grande impacto na economia, educação e serviços básicos no país. Aproximadamente 1,8 milhões de venezuelanos vivem na Colômbia desde dezembro de 2019, de acordo com estatísticas oficiais do governo.


HISTÓRIA DA IGREJA NA COLOMBIA

O cristianismo chegou na Colômbia através da conquista e colonização da Espanha no período posterior a 1492. A Igreja Católica Romana conseguiu se estabelecer como a única denominação. Depois que a Colômbia ganhou independência em 1810, o Vaticano em Roma estabeleceu relações formais com o novo Estado em 1835.
A Igreja Católica Romana assumiu uma crescente presença política no país, o que causou muito atrito com os líderes políticos da época. Como resultado, a igreja foi perseguida e comunidades religiosas, como os jesuítas, foram expulsas do país em 1851 e 1861.
Em 1877, as tentativas do governo radical de estabelecer um sistema educacional “neutro” degeneraram em guerra civil com a participação ativa de vários bispos e clérigos.

Em 1886, a relação entre igreja e Estado foi estabelecida em uma nova Constituição que reconheceu a Igreja Católica como base para a unidade nacional.
A perda da hegemonia católica começou com a chegada da Igreja Presbiteriana em meados do século 19. No início do século 20, chegaram os batistas e outros protestantes.
Na década de 1960, a paisagem religiosa começou a mudar visivelmente devido a mudanças sociais, econômicas e culturais causadas pela modernização, urbanização e alfabetização. O pentecostalismo veio dos Estados Unidos e tornou-se muito popular e essa nova diversidade cristã foi reconhecida em 1991 na nova Constituição da Colômbia.


COMO é a perseguição aos cristãos na Colômbia?
Embora a Colômbia tenha um alto percentual de cristãos, eles ainda enfrentam perseguição de gangues criminosas e grupos indígenas. Grupos de guerrilha ameaçam, assediam, extorquem e até mesmo matam líderes de igrejas que se tornam alvo por denunciarem a corrupção, defenderem direitos humanos e se oporem aos cartéis. Os filhos também podem se tornar alvo para desencorajar os líderes de igrejas a falar contra a corrupção e o crime organizado. Essas formas de perseguição são mais comuns, principalmente, nas áreas rurais e remotas da Colômbia. A crise humanitária na região da Costa do Pacífico continua piorando: a luta pelo controle de cultivos ilegais, tráfico de drogas e mineração ilegal intensificaram o conflito. Muitos cristãos são afetados e estão entre milhares de famílias deslocadas.
Em comunidades indígenas, a perseguição tende a focar em cristãos que se converteram das crenças da tribo.
Entre as formas de perseguição, eles enfrentam prisão, assédio, abuso físico, proibição de direitos básicos e uso de território ancestral, ou podem ser enviados para fazer trabalho forçado em um território diferente. Muitas vezes eles são alvo para se tornarem um exemplo, então o resto da comunidade fica com medo de se converter.
Outro tipo de perseguição é a intolerância secular. Cada vez mais, cristãos enfrentam hostilidade, abuso verbal e discriminação por sua postura em questões como aborto, sexualidade e orientação de gênero. Como resultado, a participação de cristãos na esfera política diminuiu.

O QUE mudou este ano?
No último ano, ocorreram protestos na Colômbia, em parte contra a corrupção e as medidas controversas do governo. Líderes de igrejas estavam entre os que apoiaram os manifestantes, e isso levou a ameaças e violência. Além disso, houve um pequeno aumento na perseguição enfrentada pela comunidade geral e uma pequena queda em incidentes de violência, mas a perseguição não teve uma mudança significativa na Colômbia no último ano. A violência permanece alta, com sete cristãos mortos por causa da fé entre janeiro e setembro de 2021.


QUEM é mais vulnerável à perseguição na Colômbia?
Os cristãos que se converteram de uma religião indígena são os mais vulneráveis à perseguição em algumas áreas da Colômbia. Cristãos — e principalmente os líderes de igreja e suas famílias — correm mais em risco em áreas dominadas por gangues de guerrilheiros e cartéis de drogas. Além disso, a crescente intolerância secular significa que os cristãos estão cada vez mais vulneráveis a hostilidade, abuso verbal e discriminação por falar sobre certas questões.

COMO as mulheres são perseguidas na Colômbia?
Em comunidades indígenas, mulheres cristãs podem ser forçadas a se casar com não cristãos — ou, se elas já forem casadas, podem ser abandonadas pelo marido e separadas dos filhos. Isso as torna vulneráveis a tráfico, exploração sexual e prostituição forçada. Em alguns casos, mulheres grávidas também são forçadas a realizar rituais com os bebês que vão contra a fé cristã.
Em áreas sob controle de criminosos, algumas meninas são “compradas” dos pais, que enfrentam ameaças de morte se não aceitarem. As filhas de famílias cristãs são alvo por sua pureza e obediência aparente, enfrentando abuso sexual e casamento forçado com líderes de cartéis. Os filhos de líderes de igrejas são especialmente vulneráveis.


COMO os homens são perseguidos na Colômbia?
Os homens cristãos sempre enfrentaram um nível mais alto de ameaça e violência, em parte porque são vistos como chefes da família — ou da igreja, se são pastores. Homens e meninos estão em perigo particular em regiões de conflito armado. Como provedores da família, homens enfrentam extorsão para prover recursos para grupos armados, enquanto líderes de igreja podem ser agredidos fisicamente, extorquidos para ganhos financeiros, forçados a deixar sua região ou até mesmo mortos.
Grupos armados ilegais continuam atuando como uma das maiores ameaças a meninos e homens cristãos, que enfrentam sequestro, recrutamento forçado e violência em suas mãos. Qualquer cuidado pós-trauma ou programas de ressocialização oferecidos pelo governo não são sempre garantidos.


SOBRE A MISSIONÁRIA: A missionaria Martha está à frente do projeto na Colômbia desde setembro de 2016, atualmente temos 2 congregações, Ibagué e na Serra/Montanha, com 40 membros congregando, com um total de 59 pessoas, entre crianças, adolescentes, jovens e adultos, matriculados na E.B.D. Faz um trabalho semanal de discipulado no lares, com foco evangelístico. Paralelamente acontece um trabalho com crianças na montanha onde todas as segunda-feira a miss Marta com três líderes, irmãs Carmem, Nancy e Amanda, oram e consagram e após vão evangelizar as crianças com a palavra de Deus, as crianças são ensinadas com histórias da bíblia com jogos de cores, danças, tudo de forma lúdica para que facilite o aprendizado. Em paralelo acontece a evangelização dos adultos.

MOTIVOS DE ORAÇÃO:


✔️ Por saúde física, por renovação e crescimento espiritual;
✔️ Por salvação e Conversão;
✔️ Por proteção para nossos irmãos e irmãs, sobretudo pelos novos convertidos,
✔️ Para o crescimento numérico e financeiro da igreja;
✔️ Para encontrarmos um terreno para sairmos do aluguel;
✔️ Por trabalhadores comprometidos com a obra de Deus;

✔️ Pelas crianças da montanha, por Saúde, Provisão Financeira e Portas de Emprego Abertas para os pais e familiares.

✝️ A ETERNIDADE DE ALGUÉM DEPENDE DE VOCÊ…

VOCÊ É UM ESCOLHIDO, CONTINUE A SER UM MISSIONÁRIO VIRTUAL ATUANTE!!!